Pesquisar este blog

sábado, 19 de maio de 2018

A História das Copas do Mundo de Futebol, de 1962 a 1966.


 1962: Chile
 
Final: Brasil X Tchecoslováquia
Campeão: Brasil
Artilheiro: Drazen Jerkovic, Iuguslávia



 Curiosidades:

Nove jogadores da seleção brasileira de 1958 participaram da equipe que disputou o mundial de 1962. Se na conquista do primeiro título o mundo conheceu Pelé, na Copa seguinte quem brilhou foi Garrincha, então com 25 anos. O rei do futebol, apelido pelo qual Pelé já era conhecido, deixou o torneio logo no segundo jogo, por causa de uma contusão.

·         No dia da semifinal, contra o Chile, os jogadores almoçaram apenas sanduíches. Como o jogo era contra os donos da casa, o Brasil estava com medo de que algo pudesse ser colocado na comida do hotel.
·         O Mundial de 1962 foi palco de uma das mais violentas partidas da história das Copas. O clima entre chilenos e italianos não estava nada amigável. Isso porque a imprensa italiana havia pegado pesado com os anfitriãos, falando mal tanto do povo chileno como da infra-estrutura do país-sede, sem considerar que o Chile acabara de enfrentar um dos mais trágicos terremotos de sua história. Itália e Chile jogaram logo na fase de grupos, em partida cuja primeira falta aconteceu já aos 12 segundos. Não demorou para que o italiano Giorgio Ferrini fosse expulso, depois de cometer uma falta violenta em Honorino Landa. Ferrini se recusou a sair de campo e teve de ser retirado à força por policiais chilenos. Landa, por outro lado, aproveitou a confusão para desferir um soco num italiano, ato totalmente ignorado pelo juiz. Depois de outra falta, o chileno Leonel Sánchez aproveitou a brecha do juiz e socou o italiano Mario David, que acabou expulso por revidar de forma ainda mais violenta. Sánchez, não satisfeito, mandou uma canhota no italiano Humberto Maschio, e quebrou o nariz do jogador. Os policiais ainda tiveram que voltar a campo três vezes para apartar jogadores até o fim do jogo. O Chile ganhou por 2 x 0, e a partida ganhou o apelido de "Batalha de Santiago".
·         No jogo entre Brasil e Inglaterra, o árbitro parou a partida duas vezes e saiu correndo atrás de cachorros que invadiram o campo. Na primeira vez, o animal driblou o brasileiro Garrincha, mas foi capturado pelo inglês Greaves, que teve de ficar de quatro e ir se aproximando do cachorro. Na segunda, o invasor canino não foi pego. Entrou no campo, passeou pelo gramado, passou por baixo do alambrado e sumiu..
·         O craque Garrincha disputou a final contra a Tchecoslováquia com 38 graus de febre. A seleção adversária tinha dois jogadores escalados para vigiar o brasileiro. O placar final foi de 3 x 1 para o Brasil.
·         Pelé só marcou um gol na Copa de 1962, no primeiro jogo disputado pelo Brasil, que garantiu a vitória sobre o México. É que o craque se machucou e foi cortado da equipe logo depois do segundo jogo da Seleção Brasileira no Mundial, contra a Tchecoslováquia. Amarildo, seu substituto, marcou dois gols logo em sua estreia, na partida contra a Espanha, vencida por 2 x 1 pelos brasileiros.
·         A seleção chilena de 1962 levava a superstição a sério. Para dar sorte no jogo, a equipe costumava devorar um prato típico do país adversário, logo antes da partida. Quando enfrentaram a Suíça, comeram queijo suíço;  antes de jogar contra a Itália, mandaram ver um prato de espaguete. E antes do jogo contra a URSS, pelas quartas-de-final? Não tiveram dúvida: encheram a cara de vodca, entraram em campo embriagados e venceram por 2 x 1.
·     Ao sagrar-se campeão da Copa de 1962, o Brasil foi a segunda seleção a conseguir vencer dois Mundiais consecutivos. A primeira foi a Itália, que ganhou as Copas de 1934 e 1938. Até hoje, ninguém mais conseguiu igualar o feito.

Veja a participação do Brasil Na copa de 1962.



1966: Inglaterra

Final: Inglaterra X Alemanha
Campeão: Inglaterra
Artilheiro: Eusébio, Nove gols por Portugal

Mascote
World Cup Willie 

 Curiosidades:

·         A Copa do Mundo de 1966 foi a primeira para a Inglaterra em dois aspectos: como sede e como campeã. A conquista do título foi controversa. Na partida final, disputada com a Alemanha Ocidental, o placar marcava 2 a 2. Já na prorrogação, o atacante inglês Geoff Hurst acertou a trave e a bola caiu próxima à linha do gol. O assistente considerou que havia sido gol, confirmado pelo árbitro. Abalada com a marcação, a Alemanha levou outro gol nos últimos minutos de jogo.
·         Foi nessa Copa que surgiu a primeira mascote de um Mundial da Fifa. Era o leão Willie.
·         2. Na elaboração da lista de 43 nomes para a Copa de 1966, um dirigente da CBD ponderou que havia pouca gente do Corinthians e sugeriu a convocação do zagueiro Ditão. Na hora de datilografar os nomes de batismo, colocaram outro Ditão, o do Flamengo. Para não cair no ridículo, a comissão técnica não desfez o mal-entendido e a bobagem ficou por isso mesmo.
·         3. Antes da Copa, a Federação Inglesa comunicou à CBD que o café consumido no Brasil seria considerado estimulante. A CBD respondeu que o chá dos ingleses era muito mais estimulante. O argumento bastou para que a Federação desistisse da ideia.
·         4. O jogador mais jovem a integrar a seleção brasileira numa Copa foi o ponta-esquerda Edu, de 16 anos. Mas ele ficou na reserva e não entrou em nenhuma partida.
·         5. Nas três partidas que disputou, o Brasil colocou em campo 20 dos 22 jogadores inscritos.
·         6. Eusébio, artilheiro da Copa de 1966 pela seleção portuguesa, nasceu em Moçambique, colônia de Portugal. Jogou no Sporting Benfica e Beiramar, e encerrou a carreira de 21 anos no futebol norte-americano. Marcou 1.136 gols e atuou 52 vezes pela seleção nacional.
·         7. Nas quartas-de-final entre Inglaterra e Argentina, o hermano Ratin foi expulso por reclamações. Ao deixar o campo, fez gestos obscenos para o público e amassou uma bandeira da Inglaterra. O técnico inglês Alf Ramsey chamou os argentinos de animais.
·         8. Passados quase 30 anos, um computador da Universidade de Oxford mostrou que o gol que deu o título para a Inglaterra contra a Alemanha foi roubado. A bola caiu 2,5 centímetros antes da linha de gol.
·         9. Nessa copa, aconteceu uma das maiores zebras da história do futebol: a Itália foi eliminada pela Coreia do Norte.
·         10. Foi a primeira Copa que teve replays dos principais lances das partidas mostrados na televisão.


Veja a participação do Brasil Na copa de 1966


Essa postagem tem fins especificamente pedagógicos e não visa à monetarização.
Fontes.

A História das Copas do Mundo de Futebol, de 1950 a 1958.


 1950: Brasil

Final: Brasil X Uruguai
Campeão: Uruguai
Artilheiro: BRA Ademir de Menezes – 9 gols

 Curiosidades:
·         Depois do intervalo provocado pela Segunda Guerra Mundial, a Copa do Mundo voltou a ser realizada. Por não ter sido diretamente afetado pela guerra, o Brasil foi escolhido para sediá-la. Construiu então o maior estádio do mundo, o Maracanã.

·         Foi nessa Copa que os jogadores passaram a usar números nas costas.

·         Até 1950, os ingleses esnobavam a Copa do Mundo, alegando sua superioridade em relação aos outros países. Nesse ano, concordaram em vir ao Brasil e... não passaram da primeira fase.

·         Na tentativa de encontrar um culpado para a derrota do Brasil, supersticiosos condenaram a troca de concentração na véspera da final: o Brasil concentrou no estádio do Vasco da Gama, em São Januário, em vez de fazê-lo em uma casa no bairro de Joá, Zona Oeste do Rio de Janeiro, como de costume.

·         Só o Brasil, em 1950, e a Suécia, em 1958, perderam uma decisão de Copa em casa. Todos os outros anfitriões que conseguiram chegar à final foram campeões: Uruguai (1930), Itália (1934), Inglaterra (1966), Alemanha (1974), Argentina (1978) e França (1998).

·         Foi a derrota mais triste do futebol brasileiro. O silêncio tomou conta do Maracanã em 16 de julho de 1950. Desolados, os quase 200 mil torcedores demoraram mais de meia hora para deixar o estádio. O Brasil precisava apenas de um empate, mas perdeu por 2 a 1 para o Uruguai.

·         Maracanã (Rio de Janeiro), Pacaembu (São Paulo), Independência (Belo Horizonte), Vila Capanema (Curitiba), Eucaliptos (Porto Alegre) e Ilha do Retiro (Recife) foram os estádios usados para os jogos do Mundial.

Veja a participação do Brasil Na copa de 1950.

 1954: Suiça


Final: Hungria X Alemanha Ocidental
Campeão: Alemanha
Artilheiro: Sandor Kocsis, Hungria – 11 gols

 Curiosidades:

Foi na Copa de 1954 que a seleção brasileira estreou sua famosa camisa amarela. Mas o País chamou a atenção na competição por um episódio negativo – brigas em campo e nos vestiários com os jogadores da Hungria, partida que mandou os brasileiros de volta para casa, derrotados por 4 a 2 pela favorita (o Brasil ficou na sexta posição).
·         Foi a copa com maior média de gols por partida: 5,4.

·         A partida entre Áustria e Suíça foi a que teve o maior número de gols na história das Copas: 12 (7 a 5 para a Áustria). Apesar disso, a maior goleada teve 11 gols (Hungria 10 x 1 El Salvador, na Espanha, em 1982).

·         A Hungria de 1954 detém o recorde de gols marcados numa Copa do Mundo: 27 no total.

·         O clima do jogo em que o Brasil foi desclassificado pela Hungria foi tão pesado que a partida ganhou o nome de "A Batalha de Berna". Os húngaros venceram por 4 x 2.

·         A Turquia se classificou para jogar essa Copa praticamente no cara-ou-coroa. Com pontos empatados, as equipes disputaram um jogo extra em solo neutro, Roma, que também terminou em empate (2 a 2). A Turquia levou a melhor no sorteio realizado na Suíça. Franco Gemma, o garoto que tirou o papel do sorteio, viajou para a Copa como mascote do time turco.

·         Na Copa de 1954, pela primeira vez, um jogador conseguiu, duas vezes no mesmo torneio, marcar mais de 3 gols em uma partida de Copa do Mundo. A façanha do húngaro Sandor Kocsis só foi repetida duas outras vezes na história das Copas: em 1958, pelos francês Just Fontaine, e em 1970, pelo alemão Gerd Muller.

·         Como pode-se perceber, a Hungria era, desde o começo do Mundial, a favorita para conquistar o título. Antes de começar a Copa, vinha de uma série invicta de 28 jogos internacionais. Na final, acabou perdendo para a Alemanha, que conquistou sua primeira Copa do Mundo.

·         No dia 4 de julho de 1954, 65 mil pessoas foram ao estádio Wankdorf, em Berna, para ver a Hungria ser campeã. O time favorito abriu o placar, chegando aos 2 x 0. Mas a Alemanha, zebra da Copa, conseguiu empatar e, aos 39 minutos do segundo tempo, o alemão Helmut Rahn marcou o gol da virada, garantindo o placar final de 3 x 2 para a Alemanha. O dramático jogo também ganhou um apelido: "O Milagre de Berna". Foi a final mais surpreendente da história das Copas do Mundo.

Veja a participação do Brasil Na copa de 1954.



1958: Suécia
 
Final: Brasil X Suécia
Campeão: Brasil
Artilheiro: Just Fontaine (França) 13 gols

 Curiosidades:

A Copa do Mundo de 1958, a primeira televisionada, apresentou ao mundo o esquema 4-2-4 (quatro defensores, dois meios-campos e quatro atacantes) e Pelé, um jovem de apenas 17 anos. O maior jogador de todos os tempos marcou seu primeiro gol contra o País de Gales, nas quartas-de-final.
Os brasileiros conquistaram a taça e a simpatia dos suecos. Depois da vitória, a seleção, famosa por sua simpatia fora do campo, percorreu o gramado com a bandeira do país anfitrião e recebeu cumprimentos efusivos do Rei Gustav IV.
·         Pela vitória sobre a Áustria, ainda na primeira fase, cada jogador brasileiro recebeu o equivalente a 70 dólares. O prêmio pelo título foi de 2 mil dólares para cada um.

·         Pelé, aos 17 anos, foi o jogador mais novo a vencer uma Copa. Contundido pouco antes da Copa e com dores no joelho, pediu diversas vezes para ser mandado embora para o Brasil. Um dia, o jogador não aguentou a carga de exercícios e pediu novamente para ser desligado. Então o massagista Mário Américo provocou: "Você só não joga essa Copa se não for homem. Você é homem?". Pelé gritou que era muito macho e todos riram. Foi aí que começou a ganhar confiança.

·         O Brasil foi, em 1958, o primeiro país a vencer uma Copa do Mundo fora de seu continente. Só em 2010 outra seleção repetiu o feito: a Espanha ganhou a Copa na África do Sul.

·         Just Fontaine, jogador da França e artilheiro com mais gols em uma única Copa, nasceu no Marrocos. Como prêmio pelos 13 gols marcados em 1958, recebeu um moderno fuzil de caça.


·         Capitão da Seleção Brasileira, o jogador Bellini foi o primeiro a fazer o gesto de levantar a taça acima da cabeça. Ele fez isso a pedido dos fotógrafos.


Veja a participação do Brasil Na copa de 1958.


Essa postagem tem fins especificamente pedagógicos e não visa à monetarização.
Fontes.

terça-feira, 15 de maio de 2018

A História das Copas do Mundo de Futebol, de 1942 a 1946.


A Copa do Mundo não foi realizada nesses anos por causa da Segunda Guerra Mundial. Durante esse intervalo, o troféu conquistado em 1938 pela Itália ficou escondido em uma caixa de sapato embaixo da cama do então vice-presidente da Fifa, o italiano Ottorino Barassi. Em 1950, para celebrar a sobrevivência e o retorno do evento, o troféu de campeão foi renomeado de Taça Jules Rimet.
Em decorrência da Segunda Guerra Mundial, os preparativos para a Copa do Mundo de 1942 foram cancelados sem a escolha do país sede. Por causa da guerra, também não foi realizada a Copa de Mundo de 1946.
Em 1946 a FIFA decidiu que a Copa do Mundo de 1950 aconteceria no Brasil. Nosso país tinha causado uma boa impressão em Jules Rimet por ter participado de todas as três edições anteriores da Copa do Mundo. A Argentina não participou da Copa de 1950, em protesto contra a escolha do Brasil como sede.



Essa postagem tem fins especificamente pedagógicos e não visa a monetização.
Fontes.

A História das Copas do Mundo de Futebol, de 1930 a 1938.


A ideia de criar um campeonato mundial de futebol surgiu em 1904, ano em que foi fundada a Federação Internacional do Futebol (Fifa), mas só foi concretizada em 1930, quando o Uruguai sediou a primeira Copa do Mundo. O país foi escolhido por possuir então o título olímpico no futebol e por celebrar, naquele ano, seus 100 anos de independência.
A decisão de realizar a primeira Copa do Mundo no Uruguai desagradou a dirigentes e jogadores europeus, que enfrentavam dificuldades por conta da crise econômica que se seguiu à quebra da Bolsa de Valores de Nova York, em 1929. Uma viagem longa, cansativa e custosa, cruzando o Oceano Atlântico, era a última das preocupações que muitos gostariam de ter, e isso significava a possibilidade de viajar sem os melhores jogadores.
Como resultado, das 13 seleções participantes (convidadas a entrar no torneio, já que não passaram por eliminatórias) apenas quatro eram europeias – França, Romênia, Bélgica e Iugoslávia. As outras nove equipes eram do continente americano: Brasil, Uruguai, Argentina, Peru, Chile, Paraguai, Bolívia, México e Estados Unidos.




1930: Uruguai


Final: Uruguai X Argentina:
Campeão: Uruguai.
Artilheiro: Guillermo Stábile da Argentina com 8 Gols.


Curiosidades:

·         O primeiro gol de uma Copa do Mundo foi marcado por Lucien Laurent, da França, em Montevidéu, no dia 13 de julho de 1930. Sua equipe venceu o México por 4 a 1.
·         João Coelho Neto, o Preguinho, marcou o primeiro gol do Brasil em Copas. Foi na derrota de 2 a 1 para a Iugoslávia. Ele era filho do escritor Coelho Neto.
·         A crise econômica causada pela quebra da bolsa de New York fez com que apenas quatro seleções europeias participassem da primeira copa do mundo.


Veja a participação do Brasil Na copa de 1930.

 1934: Itália

Final: Itália X Tchecoslováquia

Campeão: Itália
Artilheiro: Nejedly (Tchecoslováquia), Schiavio (Itália) e Conen (Alemanha) com 4 gols.

 Curiosidades:

·         Foi a primeira Copa do mundo a ser transmitida pelo rádio, mas para apenas 12 países.
·         Essa copa do mundo foi usada pelo governo Fascista Italiano como uma forma de fazer propaganda política e ideológica.
·         A Copa de 1934 deveria ter sido disputada na Suécia, mas o país desistiu de sediar o Mundial por problemas financeiros. A Itália, então, foi a substituta.
·         O primeiro gol de pênalti da Copa de 1934 aconteceu na única partida do Brasil no Mundial, contra a Espanha, feito pelo espanhol Iraragorri. O jogo terminou 3 a 1 para os europeus, e eliminou o Brasil ainda na primeira fase.  


Veja a participação do Brasil Na copa de 1934



 ü  O Brasil disputou apenas um jogo nessa Copa do Mundo e terminou em 14º lugar. (pior participação)


1938: França
Final: Itália X Hungria
Campeão: Itália
Artilheiro: Leônidas da Silva do Brasil com 7 gols.

 Curiosidades:

·         A Copa do mundo foi disputada com um clima de uma possível 2ª Guerra Mundial, o que ocorreu em 1929.
·         A Espanha não chegou a participar nem da fase de Eliminatórias, porque passava por uma guerra civil (1936-1939).
·         Como forma de protesto, Uruguai, Costa Rica, Colômbia, México e Argentina se recusaram a participar das Eliminatórias. O Brasil foi o único país sul-americano a disputar o torneio.
·         Participaram, portanto, 15 equipes da Copa do Mundo de 1938 (as 10 europeias classificadas pelas Eliminatórias, a França - país-sede, a Itália - seleção vencedora da edição o Brasil e a Indonésia).

Veja a participação do Brasil Na copa de 1938.


Essa postagem tem fins especificamente pedagógicos e não visa a monetarização.
Fontes.